quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Autódromo "Cavalo de Aço", Joaçaba, 1985.
João "Edu" Krinschel ("Dójão" 11), Jair Gans (Fusca 70) e Maurício Marcílio Marques (Fiat 147 96).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

terça-feira, 29 de novembro de 2016

#ForçaChape

Simplesmente sem palavras! Algumas coisas não tem explicação e nos fazem ponderar sobre família, valores e tudo aquilo que realmente é importante na vida.
Hoje é um dia pra chorar pelas vidas perdidas e refletir muito.
#ForçaChape

Imagem do Dia

Autódromo "Aldo Leal Tramontini", Santa Cecília, 1992. 
Edgar Fávaro (Opala 88) passa pelo Opala 7 capotado do Luiz Carlos "Caco" Pruner.

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Aniversariante do Dia

Chopp e picanha lá em Erval Velho hoje por conta do Társis Hildebrando, piloto da "Estreantes" e Campeão 2013 da TCC.
Parabéns, saúde e muitas vitórias, nas pistas e na vida!

Társis... 
... e o Gol 44 em Santa Cecília.
 
Fotos:
Victor Lara - Box News / Jimmi Torres - Barulho de Motor

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Incêndio no carro de Fausto De Lucca acaba com sonho de título no Brasileiro de Velocidade na Terra

Releases de Pilotos/Equipes/Eventos - O piloto catarinense Fausto De Lucca viu seu sonho de conquistar o título Brasileiro de Velocidade na Terra virar cinzas após um incêndio de grandes proporções consumir boa parte do seu carro na madrugada da última sexta feira Cordeirópolis (SP). O carro foi arruinado quase que por completo, porém num trabalho de muita superação e dedicação extrema a equipe FF Racing conseguiu reconstruir tudo após horas incessantes de muito trabalho.
Fausto não esconde sua frustração e desapontamento com o ocorrido no interior paulista.
“Na madrugada da última sexta, enquanto dormíamos, nosso carro sofreu um incêndio que destruiu quase tudo. Nos causou estranheza o fato de 3 pontos diferentes do carro terem sido atingidos diretamente, sendo 2 na parte traseira e outro no motor, mas a equipe trabalhou de forma excepcional e reconstruiu o carro em algumas horas. Acabamos perdendo alguns treinos e quando o carro foi pra pista os problemas começaram a aparecer no motor, freios, componentes elétricos e eletrônicos, tudo como consequência do fogo e isso acabou comprometendo de forma severa nosso desempenho”, ponderou o piloto.
Apesar de todo o esforço da equipe para oferecer as melhores condições possíveis diante do ocorrido, as consequências do incêndio foram sentidas de forma constante e tiraram qualquer chance do então líder do campeonato lutar pelo título.
“Conseguimos as peças para remontar o carro, mas tínhamos consciência naquele momento que nossas chances já não seriam mais as mesmas e infelizmente os problemas vinham em todas as partes do carro. Na primeira bateria largamos na 4ª posição e finalizamos com o terceiro posto, enquanto na segunda bateria o rendimento do carro caiu muito e acabamos por abandonar, finalizando o Brasileiro na terceira colocação na classificação geral”, disse o representante de Joaçaba.
No domingo Fausto também participou dos “200 Km de Cordeirópolis”, correndo em dupla com o piloto Amauri “Juca” Lisboa Jr., e depois de largar na pole e dominar boa parte da prova, mais uma vez os problemas decorrentes do incêndio voltaram a incomodar e a dupla abandonou a prova.
“É difícil afirmar com certeza absoluta o que aconteceu em Cordeirópolis e que resultou no incêndio no carro. A única certeza que temos é que este fato nos alijou da disputa e foi fator decisivo para os péssimos resultados. Se pegarmos todos os problemas que já enfrentamos em todas as etapas durante minha carreira, não chega nem perto do que passamos neste final de semana. Lamento muito por tudo isso e quero agradecer a minha equipe FF Racing por todo o esforço em reconstruir o carro. Membros de outras equipes também ajudaram e estendo o agradecimento a eles e apoio que recebi de muitos amigos e dos patrocinadores. Esperávamos um resultado melhor, mas infelizmente o fogo fez o sonho virar cinzas”, desabafou Fausto, que tem o patrocínio da Scherer Distribuidor de Auto Peças, Sabó, Filtros Tecfil, Amortecedores Monroe, MonroeAxios, Sampel, Driveway, Timken, Girho’s, Auto Speed Peças e Acessórios e Madeireira Grando, Argenta e Cia.







Fausto De Lucca foi prejudicado por um incêndio em seu carro na etapa final do Brasileiro.

Texto: F2 Assessoria & Comunicação

Fotos: Divulgação / Victor Lara - Box News

Imagem do Dia

Autódromo "Nabor Vieira Lemos", Lages, 1988. 
César Maba (Voyage 25 - Turbo) e Júlio Haake (Opala 91).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Aniversariante do Dia (II)

Lá em Campos Novos tem picanha e chopp por conta do Marco Becher, ex-piloto da Marcas "N" no Catarinense de Automobilismo.
Parabéns, sucesso e muitos anos de vida!
Marco... 
... e o Gol 28 em Joaçaba.

Fotos: Acervo pessoal Marco Becher /
Jimmi Torres - Barulho de Motor

Aniversariante do Dia (I)

Festa em Itajaí hoje patrocinada pelo Anderson Deola, o "Andy", ex-piloto do Catarinense de Terra.
Parabéns, saúde e muitas felicidades! 

Andy... 
... e o Gol 49 em São Bento do Sul.

Fotos: A
cervo Alex "Xerife" Fernandes

domingo, 27 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Hoje atendendo ao pedido do Rafael Mafra, de Balneário Camboriú.
Sérgio "Jangada" dos Santos (Gol 7) passa pelo Voyage 9 capotado do Leomar "Zé" Fendrich Júnior no autódromo "Vale dos Cobras", em Camboriú, em 1993.

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Aniversariante do Dia

Hoje tem festa em Curitiba por conta do Ricardo Recka, mago na preparação de motores do automobilismo paranaense e catarinense.
Parabéns, felicidades e muito sucesso!
Recka.

Foto: Acervo pessoal Ricardo Recka

sábado, 26 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Autódromo de Joinville, 2001.
Max Mohr (Gol 20) e Clóvis "Koy" Bechtold (Opala 2).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Familia Bornemann unida em Cordeirópolis

Releases de Pilotos/Equipes/Eventos - Os irmãos Chris e Lucas Bornemann irão disputar em dupla os 200KM de Cordeirópolis.
Nos dias 25, 26 e 27 de novembro o Autódromo Valdemar Fragnani em Cordeirópolis irá receber a etapa final do Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra 2016. Campeonato este onde o piloto Chris Bornemann irá disputar o titulo. Mas isto não é nenhuma novidade, já que o piloto possui varias conquistas em campeonatos nacionais nesta modalidade.
A grande novidade será a prova que acontecerá no domingo 27/11, os 200 Km de Cordeirópolis, prova esta, que por ser de longa duração pode ser disputada em duplas. E a dupla que estará no comando do gol de numero 343 é formada pelos irmãos Chris e Lucas Bornemann.
“Nós já disputamos vários campeonatos e provas, mas sempre como adversários, vai ser a primeira vez em que iremos disputar uma corrida em duplas. E estou muito empolgado e honrado com a chance de poder estar ao lado do meu irmão mais velho e acelerando o 343.” Comentou Lucas Bornemann.
Para Chris Bornemann este fim de semana será uma maratona, com as duas baterias validas pelo campeonato Brasileiro e ainda os 200km para finalizar  o fim de semana. “Vai ser um teste para o preparo físico, este fim de semana, mas espero que meu irmão mais novo possa me ajudar abrindo uma boa diferença para os adversários e assim eu posso só administrar. Afinal de contas já ensinei tudo a ele agora basta por em pratica.” Brincou Chris .
Os irmãos Bornemann esperam terminar este fim de semana, juntos, no lugar mais alto do pódium. Mas caso vençam a comemoração, em dupla, não deve durar muito tempo, isto por que no fim de semana dos dias 3 e 4 de dezembro eles voltam as pistas, desta vez em Ascurra Santa Catarina, para disputa da final da Copa Santa Catarina.  Prova esta em que Chris e Lucas Bornemann vão disputar o titulo. Desta vez um contra o outro.

Texto e foto: Divulgação Lucas Bornemann

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Autódromo "Lourenço Schreiner", São Bento do Sul, 1988. 
Altair Renato Engelke (Opala 88), Luiz Carlos "Caco" Pruner (Opala 7), Ronaldo da Rocha (Opala 77) e Jair Gans (Chevette 70). Na direita da imagem o Chevette 77 do José "Buia" Rebetchuck.

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Desafio Poeira na Veia

Acho que vai ser fácil, mas tem uma pegadinha aí...
Quem? Quando? Aonde?
Mãos à obra!

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Autódromo de São Carlos, 1989. Público excepcional!
Max Mohr (Gol 99), João Carlos Salomão (Voyage 5), César "Pancho" Gritti (Fusca 9), Jair Gans (Chevette 70), Wilson Andrade (Voyage 11), Mário Lüersen Filho (Gol 29), Juarez Locatelli (Passat 21), Leonir Sangalli (Gol 10) e Renato "Surdo" Oliveira (Fusca 4).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Fausto De Lucca busca título no Brasileiro de Velocidade na Terra em Cordeirópolis

Releases de Pilotos/Equipes/Eventos - Após ter conquistado seu 5º título nas pistas catarinenses nesta última temporada, o piloto de Joaçaba Fausto De Lucca disputa no próximo final de semana em Cordeirópolis (SP) a etapa derradeira do Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra.
Mesmo com o título estadual assegurado, Fausto fez questão de participar da última etapa do Catarinense para acertar seu carro para o Brasileiro, uma demonstração do comprometimento com o resultado a ser alcançado.
“Estou muito feliz, pois o maior objetivo do ano foi atingido com a conquista do título catarinense, o 5º na minha carreira, mas isso não muda a seriedade com a qual tratamos o Brasileiro e estamos muito focados para buscar este título inédito na minha carreira”, destacou o piloto.
Fausto ocupa a liderança na tabela de classificação no Brasileiro e é apontado como um dos favoritos ao título, porém faz questão de exaltar o nível dos adversários e a dificuldade que encontrará no interior paulista.
“Creio que será uma etapa muito disputada e a pontuação será das mais apertadas, pois teremos os melhores do Brasil reunidos e isso fará com o nível seja altíssimo e a competição será muito dura como há muito tempo não vemos, mas nossa expectativa é muito boa e vamos muito determinados e preparados, com força total para trazer este título para Santa Catarina”, encerrou Fausto, que conta com o patrocínio da Scherer Distribuidor de Auto Peças, Sabó, Filtros Tecfil, Amortecedores Monroe, MonroeAxios, Sampel, Driveway, Timken, Girho’s, Auto Speed Peças e Acessórios e Madeireira Grando, Argenta e Cia.


Líder do Brasileiro, Fausto De Lucca busca em Cordeirópolis título inédito em sua carreira.

Texto: F2 Assessoria & Comunicação

Fotos: Victor Lara - Box News

Imagem do Dia

Autódromo "Cavalo de Aço", Joaçaba, 2001.
Enio Andreani (Gol 30), Sérgio Bento (Gol 199), Max Mohr (Gol 20), Rodrigo De Barba (Gol 34) e Wilson "Xande" Lazzaris (Gol 92).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Aniversariante do Dia

Festa hoje em Rio do Sul patrocinada pelo Jorge Rohden, piloto da Marcas "A" no Catarinense de Automobilismo.
Parabéns, felicidades e muitos anos de vida!
Jorge... 
... e o Gol 52 em Santa Cecília.

Fotos: Acervo pessoal
Jorge Rohden / Jimmi Torres - Barulho de Motor

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Autódromo "Vale dos Cobras", Camboriú, 1993.
Luiz Carlos Zappelini (Opala 22), Helmuth Schroeder (Opala 21), Antônio Jamir Negrello (Opala 53) e Gilberto "Beto" Carlassara,  (Opala 67). Quase faltou espaço na pista...

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Domingo quente definiu últimos campeões no AIC

Releases de Pilotos/Equipes/Eventos -  O domingo (20/11) foi quente o dia todo em Pinhais (PR), durante as provas da oitava e última etapa do Campeonato Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2016, com bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). A etapa foi disputada nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.6 “A” e “B”, Turismo 5000 e Fórmula Premium, com promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Na Marcas “A” Gustavo Magnabosco levou o título, na Marcas “B” o campeão é Gustavo Dal Pizzol, na Turismo 5000 Armin Kliewer levantou o caneco, e, na Fórmula Premium o título ficou com Luís Zimermann. Além de, com uma etapa de antecedência, Wilians Peres já havia conquistado o título da Turismo 1.6 “A”, e, Rafael Barranco sagrou-se campeão da Turismo 1.6 “B”.

- Grids de largada -

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram: Marcas “A”: 1.º) Davi Dal Pizzol (SC), 1min40s162; 2.º) Richard Heidrich (SC), 1min40s284; 3.º) Gustavo Magnabosco (SC), 1min40s322. Marcas “B”: 1.º) Gustavo Dal Pizzol (SC), 1min40s134; 2.º) Rafael Barranco (PR), 1min40s482; 3.º) Eduardo Pavelski (PR), 1min4os931. Turismo 1.6 “A”: 1.º) Wilians Peres (PR), 1min43s304; 2.º) Elberto Alves (SC), 1min44s036; 3.º) Rafael Lupatini/Eduardo Will (PR), 1min44s349. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Daniel Ebrahini/Bruno Nascimento (PR), 1min43s621; 2.º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 1min44s536; 3.º) José Cavassin (PR), 1min45s100. Turismo “Terra”: 1.º) Michel Giusti/Adalberto Hames (SC), 1min43s473; e 2.º) P. Wegbecher/M. Zen (SC), 1min47s679. Turismo 5000: 1.º) Armin Kliewer (PR), 1min34s700; 2.º) Marco Antonio Garcia (PR), 1min34s884; 3.º) Maurício Reuter (SC), 1min34s956. E na Fórmula Premium: 1.º) Marco Dias (PR), 1min 42s009; 2.º) Airton dos Santos (PR), 1min42s263; 3.º) Luís Zimermann (PR), 1min44s313.

- Marcas -

A primeira prova das categorias Marcas, com 19 participantes, aconteceu às 9h04, numa prova com boas disputada nas duas categorias. Na largada o pole position Gustavo Dal Pizzol perdeu a liderança na primeira volta para Davi Dal Pizzol, que vinha seguido de perto por Gustavo Magnabosco, Gustavo Dal Pizzol, Rafael Bastos, Ruslan Carta Filho e Rafael Barranco. Na segunda volta Gustavo Magnabosco ultrapassou Davi Dal Pizzol e assumiu a liderança da prova. Na oitava volta a prova foi interrompida pelo safety car, que entrou para que fiscais pudessem limpar a pista que ficou cheia de pneus e destroços após um acidente entre os carros n.º 28 e 111. Na 11.ª volta a corrida reiniciou, com bom “pega” entre Rafael Bastos e Richard Heidrich pela segunda posição. Depois de 18 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Gustavo Magnabosco com tempo total de 34min01s779, seguido de Richard Heidrich, a 2s205, Rafael Bastos, a 3s369, Davi Dal Pizzol, a 9s100, Alexandre Frankenberger, a 9s486, e em sexto lugar, Ruslan Carta Filho, a 9s723. Na Marcas “B” venceu Gustavo Dal Pizzol, com tempo total de 34min14s607, vindo a seguir Gefferson de Lima, a 7s222, Jones Salvaro, a 9s750, Samir Guimarães, a 16s169, e, Rafael Barranco, a três voltas.

Na segunda prova das categorias Marcas, que aconteceu às 13h17, também foi muito disputada, com os pilotos sempre na “briga” por melhores posições. Dada a largada, Gustavo Magnabosco se manteve na liderança na primeira volta, seguido de Richard Heidrich, Rafael Bastos, Alexandre Frankenberger, Ruslan Carta Filho e Gustavo Dal Pizzol. Da primeira para a segunda volta, teve mais uma vez a intervenção do safety car, para a retirada do carro n.º 121 que rodou na curva que antecede a reta do AIC. Abadonaram a prova Marcel Sedano, Valmor Emílio e Rafael Barranco. Após 18 voltas, nova vitória de Gustavo Magnabosco na Geral e na Marcas “A”, com tempo total de 33min29s696, com Alexandre Frankenberger em segundo, a 4s846, Richard Heidrich em terceiro, a 5s836, Davi Dal Pizzol em quarto, a 8s383, Rafael Bastos em quinto, a 8s478, e, Ruslan Carta Filho em sexto, a 11s350. Na Marcas “B” venceu Gustavo Dal Pizzol com tempo total de 33min38s897, seguido de Eduardo Paveski, a 9s292, Gastão Weigert, a 14s694, Alisson Nurnberg, a 18s217, Gefferson de Lima, a 21s014, e, Marcos Gaudêncio, a 40s840. Rafael Barranco marcou a volta mais rápida das duas provas, na 13.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min39s987, à média de 133,037 km/h. Resultado final: Marcas “A”: 1.º) Gustavo Magnabosco, 60 pontos; 2.º) Richard Heidrich, 41; 3.º) Alexandro Frankenberger, 35; 4.º) Davi Dal Pizzol, 30; e 5.º) Rafael Bastos, 30. Marcas “B”: 1.º) Gustavo Dal Pizzol, 60 pontos; 2.º) Gefferson de Lima, 35; 3.º) Samir Guimarães/Gastão Weigert, 33; 4.º) Eduardo Pavelski, 23; e 5.º) Jones Salvaro, 22.

- Turismo 1.6 -

Com 15 carros no grid, as categorias Turismo 1.6 “A”, “B” e “T” foram para a primeira corrida às 9h52, numa prova muito disputada. Wilians Peres largou na frente e manteve a liderança na primeira volta, seguido por Michel Giusti, Elberto Alves, Rafael Lupatini, Rodrigo Tassi e Geovane Ciesielski. Na quinta volta, Michel Giusti assumiu a liderança, deixando a “briga” pela segunda posição entre Wilians Peres, Rafael Lupatini e Elberto Alves. Ao fim de 20 voltas, vitória de Michel Giusti na Geral e na Turismo 1.6 “T”, com tempo total de 34min40s048, seguido de Paulo Wegbecher, a 58s994, Na Turismo 1.6 “A” venceu Elberto Alves, com tempo de 34min47s952, com Rafael Lupatini em segundo, a 0s203, Wilians Peres em terceiro, a 1s410, Geovane Ciesielski em quarto, a 5s573, e Rodrigo Tassi em quinto, 16s604. E na Turismo 1.6 “B”, vitória de Bruno Muhlstedt, com tempo de 34min58s169, tendo em segundo José Pederneiras, a 4s716, em terceiro Evandro Maldonado, a 6s633, em quarto Nilton da Silva, a 41s646, e em quinto James Schwerdtner, a uma volta.

As categorias Turismo 1.6 “A”, “B” e “T” foram para a segunda corrida às 14h07, em prova muito movimentada com os carros andando forte. O pole position Adalberto Hames manteve a liderança na primeira volta, seguido de Wilians Peres, Geovane Ciesielski, Daniel Ibraini, Luiz Ferreira e José Pederneiras. Ainda na primeira volta Roberto Bonato e Elberto Alves abandonaram a corrida por acidente. Na quarta volta quem abandonou foi Nilton da Silva, também por quebra. Após 20 voltas, vitória de Adalberto Hames na Geral e na Turismo 1.6 “T”, com tempo de 34min42s563, tendo Marco Zen em segundo, a três voltas. Wilians Peres venceu na Turismo 1.6 “A”, com tempo de 34min51s769, vindo a seguir Geovane Ciesielski em segundo, a 23s232, Luiz Ferreira em terceiro, a 36s844, e, Emerson Will em quarto, a 1min38s917. E na Turismo 1.6 “B” venceu Daniel Ibraini com tempo total de 35min33s256, seguido de James Schwerdtner, a 15s345, Dyogo dos Santos, a uma volta, José Pederneiras, a uma volta, e, José Cavassin, a duas voltas. A volta mais rápida das provas disputadas, foi de Wilians Peres, na 14.ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1min42s751, à média de 129,459 km/h. Resultado final: Turismo 1.6 “A”: 1.º) Wilians Peres, 48 pontos; 2.º) Geovane Ciesielski, 38; 3.º) Rafael Lupatini/Emerson Will, 38; 4.º) Rodrigo Tassi/Luiz Ferreira, 30; e 5.º) Elberto Alves, 30. Turismo 1.6 “B”: 1.º) Daniel Imbraini/Bruno Muhltedt, 60; 2.º) José Pederneiras, 38; 3.º) James Schwerdtner, 35; 4.º) Dyogo dos Santos, 18; e 5.º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado, 18.

- Turismo 5000 -

A categoria Turismo 5000 foi para a primeira corrida às 11h52, com dez carros no grid. Armin Kliewer largou na frente e perdeu a liderança na primeira volta para Maurício Reuter, seguido de Armin Kliewer, Rubens Kliewer, Marco Garcia, Richard Heidrich e Anderson Andrade. Boa disputa pela liderança entre Maurício Reuter e Armin Kliewer até a bandeirada final. Ao fim de 15 voltas, vitória de Maurício Reuter, com o tempo de 24min08s004, seguido de Armin Kliewer, a 1s510, Anderson Andrade, a 14s143, Richard Heidrich, a 16s896, Rubens Kliewer, a 21s530, e, Willians Jaeger, a 30s572.

Largando com grid invertido como está no regulamento da categoria, a segunda prova da Turismo 5000, largou às 15h45, com Wanderlei Berlanda na pole position, seguido de Rubens Kliewer, Richard Heidrich, Willian Jaeger, Anderson Andrade e Armin Kliewer. Com os carros mais rápidos vindo de trás, a prova ganhou em emoção e volta a volta os ponteiros foram mudando. Na primeira volta Rubens Kliewer assumiu a liderança. Na segunda volta Richard Heidrich era o líder e na quarta volta Maurício Reuter era o líder, posição que manteve até a penúltima volta, quando quebrou e abandonou a corrida. Após 15 voltas, vitória de Anderson Andrade, com tempo total de 24min22s433, tendo Marco Garcia em segundo, a 1s644, Armin Kliewer em terceiro, a 4s654, Richard heidrich em quarto, a 6s589, e, Rubens Kliewer em quinto, a 17s445. A volta mais rápida da prova das duas provas foi de Maurício Reuter, na 4.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 1min35s475 e média de 139,324 km/h. Resultado final: 1.º) Anderson Andrade, 48 pontos; 2.º) Armin Kliewer, 41; 3.º) Maurício Reuter, 36; 4.º) Richard Heidrich, 30; e 5.º) Rubens Kliewer, 24.

- Fórmula Premium -

A primeira corrida da Fórmula Premium aconteceu as 12h37, com cinco participantes e bons “pegas” no início da prova. Marco Dias largou na frente e perdeu a liderança na primeira volta para Renan Pietrowski que corria com um Fórmula Renault, seguido de Marco Dias, Airton dos Santos, Edson da Silva e Luís Zimermann. Edson da Silva quebrou na primeira volta e Airton dos Santos abandonou a corrida com nove voltas. Depois de 13 voltas, vitória de Renan Pietrowski, com tempo total de 20min00s801, seguido de Marco Dias, a uma volta, Luís Zimermann, a uma volta, e, Airton dos Santos, a quatro voltas.

Na segunda corrida, às 16h27, Renan Pietrowski largou na frente e manteve a liderança, seguido de Marco Dias, Airton dos Santos e Luís Zimermann. Na décima segunda volta, Marco Dias perdeu duas posições para Luís Zimermann e Airton dos Santos. Após 16 voltas, a vitória foi de Renan Pietrowski, com tempo de 23min14s162, tendo Luís Zimermann em segundo, a duas voltas, Airton dos Santos em terceiro, a duas voltas, e, Marco Dias em quarto, a duas voltas. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Renan Pietrowski, na 16.ª passagem da segunda corrida, com tempo de 1min24s424, à média de 157,562 km/h. Resultado final: 1.º) Renan Pietrowski, 60 pontos; 2.º) Luís Zimermann, 41; 3.º) Marco Dias, 38; e 4.º) Airton dos Santos, 33.

O Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2017 inicia no mês de março, no Autódromo Internacional de Curitiba.

Texto: Bispo Neto - MRT – Assessoria e Comunicação
Fotos: Divulgação

Encerrada a temporada 2016, Rafa Bastos faz planos para o próximo ano

Releases de Pilotos/Equipes/Eventos - A temporada 2016 foi a mais equilibrada dos últimos 10 anos na categoria Marcas “A”, do Campeonato Metropolitano de Asfalto de Curitiba. Com disputas acirradas, cinco pilotos chegaram à última etapa com chances de faturar o troféu de campeão definido no último final de semana e na corrida derradeira, no AIC. O lageano Rafa Bastos enfrentou pilotos de altíssimo nível, de equipes experientes e alcançou o quarto lugar na classificação Final da competição.
Durante os treinos livres o Gol número 9, da Equipe Posto Peruzzo Ipiranga/Desterro apresentou instabilidade na pista. Os mecânicos da Roger Competições trabalharam para ajustar o carro. Na classificação, Rafa Bastos conseguiu apenas o sétimo tempo na Geral. Dada a largada para a primeira prova, o piloto lageano chegou ao final da reta na quarta posição. Mais duas voltas e estava atrás do vice-lider com quem duelou até cruzar a linha de chegada no terceiro lugar. Na segunda bateria, Rafa Bastos conseguiu manter a posição até a primeira metade da prova, mas em cada nova passagem o carro perdia rendimento. Depois de 18 voltas percorridas no tempo de 33min38s174, o piloto recebeu a bandeira quadriculada na quinta colocação. A soma dos resultados com os descartes regulamentares classificou Rafa Bastos no quarto lugar da Marcas “A”.
O piloto pretende participar do mesmo campeonato e na mesma categoria em 2017. “O importante agora é conversar com os patrocinadores e renovar a parceria para a próxima temporada. O desenvolvimento de um carro mais competitivo e que nos dê condições de conquistar o título do ano que vem é o segundo ponto que teremos que analisar. Nesta temporada não tivemos sucesso com o acerto do carro, ele começava bem uma corrida, mas não era constante. E é isso que precisamos mudar para alcançarmos o nosso objetivo principal, que é o título máximo da categoria Marcas”, comentou Rafa Bastos, que concluiu: “Agradeço aos patrocinadores, família, amigos, à imprensa que nos apoiou durante o ano e todos aqueles que torceram pela a nossa equipe. Em 2017, se tudo der certo e tenho certeza de que dará, estaremos juntos de novo”.


Classificação Geral do Campeonato
1º  Gustavo Magnabosco, 217 pontos
2º Davi Dal Pizzol, 213 pontos
3º Richard Heidrich, 203 pontos
4º Rafael Bastos, 176 pontos
5º Ruslan Carta, 166 pontos

Rafa Bastos espera renovar patrocínios para disputar a temporada 2017 na Marcas Paranaense.

Texto e foto: Eni Alves

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Autódromo de Chapecó, 1996.
Gilmar Florão (Voyage 15), Altair Rufatto (Gol 31) e Alceu Feldmann Filho (Gol 16).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Aniversariante do Dia (II)

Lá em São Bento do Sul quem paga a picanha e o chopp hoje é o Jean Moraes, piloto da Marcas "N".
Parabéns, sucesso e vida longa!
Jean... 
... e o Gol 338 em São Bento do Sul.

Fotos: Acervo pessoal
Jean Moraes / Daisi Fritsch - Barulho de Motor

Aniversariante do Dia (I)

Festa hoje em Blumenau por conta da Bárbara Zalasik, a "Babi", fotógrafa das pistas Catarinenses.
Parabéns, saúde e muitas felicidades
!
"Babi".

Foto:Acervo pessoal
Bárbara Zalasik

domingo, 20 de novembro de 2016

Túnel do tempo (2)

A penúltima etapa da temporada 1988 do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra foi realizada no Autódromo "Aldo Sabatke", em Palmeira, no dia 20 de novembro e contou com um visitante ilustre e veloz: Fábio Stotto Mayor, Campeão Brasileiro de Stock Car daquele ano.
"Fabinho" aceitou o convite para sentir o que é andar na terra e embarcou no Opala 32 do Edison Segantini.
Fábio Sotto Mayor no grid recebendo o apoio do Edison Graczyck...
... e o Opala 32 em ação. 

Há 28 anos, direto do túnel do tempo!

Fotos: Jornal Auto Pista / Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Desafio Poeira na Veia

Fácil, muito fácil. O piloto em questão trocou de categoria e foi campeão nos "6 bocas".
Quem? Quando? Aonde?
Mãos à obra!

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Aniversariante do Dia

Festa hoje em São Bento do Sul por conta do Juliano Diener, o "Munga", Vice Campeão da Marcas "N" em 1997 e Vice da Marcas "A" em 1998.
Parabéns, saúde e muitas felicidades!
"Munga"...
... e o Voyage 13 em São Bento do Sul.

Fotos: Acervo pessoal Juliano "Munga" Diener / Acervo Alex "Xerife" Fernandes 

sábado, 19 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Após render valorosos préstimos ao piloto Edson Gil Marchetti nas pistas catarinenses, chega o dia final do "Calhambeque" 112.

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

Classificados

VENDE-SE BRASÍLIA

- Brasília 1974, pronta para correr, com banco concha, cinto, motor (levemente preparado), amortecedores preparados, rodas de liga, conta-giros, etc... 
- Precisa de retoques na lata e na pintura

Contato: Júlio Cordeiro (48) 99138-7897


sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Imagem do Dia

Autódromo "Plácido Gaissler", Mafra, 1995. 
Clóvis "Koy" Bechtold (Gol 20) passa pelos acidentados César "Pancho" Gritti (Voyage 6) e Wilson Andrade (Gol 2).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

O Som da Poeira

Pra embalar a sexta feira, Skank tocando "You really got me".
Som na caixa!

O final de semana é de decisão no AIC

Releases de Pilotos/Equipes/Eventos - Cinco pilotos estão na briga pelo título na Marcas A.
A temporada 2016 do Campeonato Metropolitano de Asfalto de Curitiba foi bastante acirrada na categoria Marcas A. Seis pilotos diferentes alcançaram vitórias nas sete etapas disputadas até o momento. Dentre estes, cinco estão na briga pelo título máximo da categoria, que será definido no Autódromo Internacional de Curitiba neste final de semana.
Considerando os descartes a diferença de pontos entre o primeiro e o quinto colocado é de 36, mas 61 estão em jogo nas duas corridas da etapa decisiva. Isso porque o regulamento determina a pontuação 50% maior na última rodada, e somado todos os pontos é subtraído os quatro piores resultados de cada participante. Aquele que mantiver o maior número leva o troféu de campeão da temporada.
O lageano Rafa Bastos, piloto do Gol numeral 9, da equipe Posto Peruzzo Ipiranga, está entre os cinco candidatos ao título com duas pole positions, uma vitória, cinco segundo lugares e três abandonos por quebra. “Tivemos algumas adversidades ao longo do campeonato. Não pontuamos na primeira etapa e por duas vezes tivemos que, praticamente, refazer o carro do zero. As vitórias nas duas baterias finais são fundamentais para alcançar troféu de campeão 2016, mas eu ainda dependerei da combinação de resultados dos dois primeiros colocados”. Informou Rafa Bastos.
O líder na tabela da classificação, Davi Dal Pizzol é o único piloto que não depende de vitórias para ser campeão. Dois terceiro lugares lhe dará direito ao título. Os outros quatro precisam somar o maior resultado, desde que Pizzol marque pontos a partir da quarta colocação.
A programação inicia no sábado com treinos livres e classificatórios, e as duas provas serão realizadas no domingo revelando o campeão da Marcas A. Além destas disputas, que prometem fortes emoções, o evento contará com as corridas da Marcas B, Turismo 1600, Turismo 5000 e a categoria de Opalas Old Stock Race realizará a sétima etapa do Torneio Brasileiro. O ingresso no autódromo será vendido no local a R$ 60,00 (sessenta reais) para camarote com direito a visitação nos boxes, e R$ 30,00 (trinta reais) para a arquibancada. Quem estiver de Opala terá um desconto no ingresso e pagará R$ 50,00 (cinquenta reais) para camarote e R$ 20,00 (vinte reais) para arquibancada.

Lageano precisa das vitórias para alcançar o título.

Texto: Eni Alves
 

Foto: Victor Lara

Aniversariante do Dia (III)

Fechando a conta o Sidnei "Sidinho" de Borba, piloto da Marcas "A" Catarinense, paga o peixe e a cervejada em Joinville.
Parabéns, sucesso e muitas vitórias, na vida e nas nas pistas!
Sidinho... 
... e o Gol 18 em São Bento do Sul.

Fotos: Acervo pessoal
Sidnei de Borba / Daisi Fritsch - Barulho de Motor