terça-feira, 21 de junho de 2016

Imagem do Dia

Autódromo "Aldo Leal Tramontini", Santa Cecília, 1986.
Elmes Marinho (Opala 87) e Tancredo Rocha Faria (Chevette 33).

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

10 comentários:

Marcelo Cancian disse...

Algumas vezes li aqui jo poeira na veia,sobre os treinos livres de antigamente,aonde,andavam todas as categorias juntas,sera que estava rolando um treino livre ai Francis??
E mais uma vez uma belissima imagem!!
Forte abraço a todos

Adolf Schartner disse...

São raras as fotos de Opalas com essa frente do modelo mais antigo.

Francis Henrique Trennepohl disse...

Realmente não são muitas, Adolf!
Vou ver se consigo mais algumas para os próximos dias.
Falando em especial sobre essa do Opala do Marinho, o ângulo da foto não ajuda muito, mas esse carro tinha os para lamas dianteiros e traseiros dos Divisão 3. Era um tesão!

Francis Henrique Trennepohl disse...

Isso mesmo, Marcelão, no sábado de manhã a pista era aberta pra todos os carros. Era um espetáculo assistir os treinos livres!

Marcelo Cancian disse...

Se nao me engano,camargo #37, andou com um opala com essa frente tbm,correto? Me lembro desse 37 aqui no cavaoo de aço antigamente...

Francis Henrique Trennepohl disse...

Positivo, Marcelão! Aquele Opala era do irmão dele e depois que ele fez um novo vendeu aquele pro Claudio Pianowski, já falecido, que destruiu o carro num capote em SJP.

Deivicris de Cristo disse...

Tesão, piá! A pista era mais bonita, mais larga, tinha piso melhor e mais plana há exatos 30 anos atrás do que hoje! kkkkkkkkk
Uma pena, era só pra melhorar, mas com a escassez de investimento no automobilismo e tantas pistas que faleceram, já tá ótimo que existe este autódromo que abrilhanta até hoje nosso campeonato.
Abraços, Poeiras!

Francis Henrique Trennepohl disse...

Tá coberto de razão, Cris!
Restaram poucas pistas e elas estão cada vez mais estreitas (infelizmente).
Abração

Amigos da poeira disse...

Showwww Francis legal muito bem reparado sobre a frente dos opalas muito show forte abraço.
Luan Fernando

Francis Henrique Trennepohl disse...

Valeu Luan!
Abraço