terça-feira, 24 de abril de 2018

Campeões de 1982 - Calhambeque


Fotos: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

7 comentários:

Marcelo Cancian disse...

Não era bem nascido ainda,mas devia ser um charme essas batatas na pista ...
Valeu,alemão
Forte abraço

Francis Henrique Trennepohl disse...

Era um charme, e o ronco das 8 bocas arrepiava!
Abraço

Adolf Schartner disse...

Pena que essa categoria durou pouco.

Rafael Mafra disse...

Olha o charme da placa amarela, com certeza alguns ou vários carros chegavam ao autódromo andando, que tempo lindo meu Deus.

Não sei explicar bem se é verdade... mais diz a lenda que o co-piloto alí tinha a função de abrir e fechar a torneira do sistema de combustivel dependendo da curva. Alguém sabe aí direito essa história?

Foi incrível e emocionante ver o Beto Pruner pilotando e o Ingo indo de carona em uma dessas em 2009 quando o Trevisan trouxe essas belezinhas aqui para SC.

Valeu Francis, PARABÉNS!!!!!!!!!!!

Rafael Mafra disse...

Ainda sobre o co-piloto. Provavelmente o carro não tinha boma de combustível, o tanque ficava em cima do motor e o combustível descia por gravidade. Nas curvas para que o carro na afogasse o copiloto tinha de fechar uma torneira no painel e na saída da curva abrir novamente pra o piloto acelerar. Seria isso talvez...

Adolf Schartner disse...

O detalhe que me chamou atenção é que o carro não tem o radiador na frente do motor. Notem que atras do "cockpit" dos pilotos tem umas estruturas parecendo chaminés. Na verdade serviam de captação do ar, por que tinha dois radiadores la atras com ventoinhas elétricas. Acho que mudaram o radiador para esse lugar pra ter menos possibilidade de um eventual furo, porque batidas e enroscos eram comuns nessas corridas.

Gian Fernando de Lima disse...

Já tá dando ansiedade de ver os próximos posts...