sábado, 9 de novembro de 2019

Imagem do Dia

Autódromo "Gilberto Jair Buzzi", Canoinhas, 1984.
Arlindo "Pelé" Donato (Fusca 66), Manoel "Zaga" Rebelo (Fusca 8) e Marcus Paul (Fusca 3). Mais atrás a Brasília 34 do Roberto "Touro" Granemann.

Foto: Acervo Alex "Xerife" Fernandes

6 comentários:

Marcelo Cancian disse...

O Pelé não segurou o besouro...
Estava um barro só.
Linda imagem,Francis
Abraços e ótimo fim de semana

Francis Henrique Trennepohl disse...

A tal da pista "ensaboada"... hahaha
Abraço e bom final de semana!

Leo luersen disse...

Boa noite.aí sim.não tinha tempo ruim.bom fim de semana.

Adolf Schartner disse...

Eu não sabia que o Pelé tinha usado o número #66. Eu só lembro do numero #4.

Francis Henrique Trennepohl disse...

Valeu Leo, obrigado, igualmente pra você!

Adolf, meu ídolo, meu mestre e meu guru: saber que você "aprendeu" alguma coisa aqui é motivo de extremo orgulho. Você é a enciclopédia do automobilismo!
Nos primórdios da carreira, o "Pelé" usava o 66. Depois eternizou o 4 em sua melhor fase nas pistas

Francis Henrique Trennepohl disse...

A propósito: será que ele tem ainda o restaurante em Quitandinha? Alguém saberia informar?